A 1ª noite de Fitub foi de emoção, humor e verdades

O público lotou o Grande Auditório Heinz Geyer, do Teatro Carlos Gomes, na noite desta quinta-feira, 7, para prestigiar a abertura oficial do 30º Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau.

De início, uma retrospectiva audiovisual apresentou todos os cartazes do evento, desde 1987 e coordenadores que estiveram a frente do festival até então. A emoção tomou conta quando, no meio da cerimônia, todos os envolvidos na organização entraram festejando no Grande Auditório Heinz Geyer, do Teatro Carlos Gomes, surpreendendo o público que lotou o local. A equipe do 30º Fitub ocupou o palco junto do atual coordenador, Fábio Hostert e do reitor da Universidade Regional de Blumenau, João Natel Pollonio Machado.

Pela primeira vez na coordenação do festival, Fábio Hostert trouxe em seu discurso muitos agradecimentos: aos integrantes de organização do evento, em grande maioria voluntários e também ao público, que lota os espetáculos e sempre se faz presente nesta semana tão importante para o fomento da cultura e da arte em Blumenau. O agradecimento também foi direcionado à equipe da Divisão de Cultura da Furb, que, entre tantos eventos da agenda, estão envolvidos com o Fitub os 12 meses de cada ano e, também, à reitoria da universidade pela importância que trata o festival e os esforços para o manter com a grandeza de cada edição.

O reitor da Furb, João Natel Pollonio Machado, reforçou o compromisso da universidade com o festival e reiterou a importância do mesmo, sendo hoje um dos maiores e mais prestigiados festivais de teatro sul-americanos, seja para o ensino, pesquisa e extensão no meio educacional, seja para o contexto cultural e o empoderamento crítico tão importante para a formação de cidadãos. Dando como aberto oficialmente o festival, encerrou sua fala já convidando a todos para a edição do próximo ano.

Logo após, entraram em cena os atores do grupo La Vaca de Florianópolis, com o espetáculo UZ. trazendo ao público a história de uma mãe de família, que aos ser ordenada a matar um dos filhos, expôs o mais íntimo dos desejos de cada personagem. Com o texto atual e muito bom humor, expôs as hipocrisias e perversões muitos vezes escondidas atrás da boa conduta social.

Sexta-feira de festival tem 5 espetáculos

Fazendo parte da ação Palco Sobre Rodas, o espetáculo selecionado What the fuck is diz?, da Cia Projétil de Teatro da Unespar, de Curitiba se apresenta na Escola Básica Municipal Zulma Souza da Silva, no bairro Velha, para alunos e comunidade. No mesmo horário o Coletivo Errante se apresenta no pequeno auditório do Teatro Carlos Gomes com o espetáculo Bird e o espetáculo Manifesto Prometeu do Teatro Escola Macunaíma de São Paulo sobre ao palco montado no Galpão de Arquitetura da Furb, para 100 espectadores. Às 21 horas é vez da Cia Histrônica de Teatro, da Unicamp se apresentar com o espetáculo Alma Boa – uma parábola chinesa, no grande auditório do TCG.

Experiência teatral dentro de uma casa

Saindo do viés de grandes estruturas e com apenas 35 espectadores por sessão, às 23 horas será apresentado o espetáculo Odiseo.com, coprodução do Centro Latinoamericano de Creación e Investigación Teatral – Celcit, da Argentina e do brasileiro Grupo Teatral (E)xperiência Subterrânea, na salão de cabeleireiro e serviços estéticos Casa Peluqueria, no centro da cidade. No enredo, Ulises, executivo empresarial se divide entre a esposa Laura e a amante Elisa, uma vida apoiada nas tecnologias e redes sociais. A classificação é 16 anos.

30º Fitub segue até dia 13

Toda a programação, classificação indicativa, tempo das sessões e valores de ingressos, podem ser conferidos no site furb.br/fitub e no aplicativo Fitub disponível para sistemas iOS e Android, que está nas lojas oficiais Google Play e Apple Store. Nas redes sociais, é só seguir o @fitub, com informações sobre a semana mais cultural de Blumenau,  no facebooktwitter, e instagram.

Texto: Iuri Kindler – Assessoria de Imprensa
Imagens Leo Laps

Anúncios